sexta-feira, 1 de novembro de 2019

DOUTOR RISADINHA REFORÇA: DEVEMOS RIR COM AS PESSOAS E NÃO DAS PESSOAS

Olá Pessoas Risonhas, tudo bem? O artigo que separei hoje para compartilhar com vocês foi escrito por Roberto Magalhães com o título “Rir de quem?” e publicado hoje (01/11/19) no site www.jcnet.com.br . Segue abaixo na íntegra para conhecimento e deleite de todos:


“Coisa mais sem graça é gente sem graça. Sem humor, a cara azeda, o astral despenca e, sendo possível, o melhor é guardar distância do mal-humorado. O jornalista Marcelo Tas disse, transbordando humor, que a segunda coisa que nos dá mais prazer - depois do sexo evidentemente - é estar com uma pessoa bem humorada. Pura verdade. Humor rima com amor e, tanto quanto a atração física, é arma poderosa de conquista e sedução. Exatamente por isso, os feios bem-humorados não têm feito feio nas paqueras da vida. Por mais bonita que a cara seja, impossível se encantar com ela se vive lamuriando resmungos broxantes. Vai procurar a sua turma, cara!

O humor, todavia, não é só arma de sedução, é igualmente arma de defesa. Nietzsche dizia que "o homem, por sofrer terrivelmente neste mundo, foi obrigado a inventar o humor". Bem isso. É rindo que melhor enfrentamos as ameaças da vida. Quando acuados estamos, pressentindo o pior, a saída é destampar a garrafa da ironia. É rindo que espantamos o medo. Quem ri daquilo que teme é igual àquele que canta: também seus males espanta.

Muitos chutam o humor por levar a vida tão a sério. Tudo os incomoda e os estressa. Estão sempre esperando o pior. Desde a infância, sabemos que um dia o lobo virá, mas enquanto o Seu Lobo não vem, o melhor é continuar cantando e rindo no caminho da casa da vovozinha. Um dia a casa vai cair. Mas de que adianta mergulhar nos escombros do amanhã?

Sedução e defesa, o humor é também terrível ameaça. Não há quem não tema ser ridicularizado por um comentário irônico. Pudera, a ironia tira as tintas da nossa cara palhaça, rasga-nos a fantasia e nos deixa pelados no meio da sala. Nada pode ser pior do que erguerem a ponta do nosso tapete diante de abutres famintos.

Henry Bergson (1859/1941), filósofo francês, observou em "O Riso" que o humor é atributo essencialmente humano. Verdade. Não se tira a máscara senão do homem, porque só ele (e ninguém mais) é ridículo. Não se pode dizer ridícula uma vaca ou uma cabrita. O adjetivo é roupa humana. Disse mais, é o medo do ridículo que nos limita as excentricidades. Dizendo no popular: o medo segura a franga.

Sábio é aquele que aprende a rir de si mesmo, porque o tolo, não se enxergando, ri apenas do outro. Ao rirmos de nós mesmos, reconhecemo-nos imperfeitos, carentes, inconsequentes, medíocres, enfim reconhecemo-nos humanos. É o bastante para evitar aquela ridícula "selfie" de campeão, no sorridente pódio, com falsa taça na mão.

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM E LUCRATIVO DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Doutor Risadinha: Humanização em ambientes corporativos é estratégia para maior conforto psicológico de colaboradores



Quando um colaborador está inserido em um ambiente acolhedor, e é exposto a estímulos como o riso, conversas e atividades que o fazem se manter distante do estresse corporativo, isso acaba sendo favorável para sua produtividade. 

A humanização do ambiente surge como ferramenta para manter a mente do indivíduo ligada aos estímulos adequados, isso pode se dar junto de ações, políticas ou de uma reorganização e ambientação do local de trabalho, proporcionando um conforto superior.

Sobre a humanização em ambientes corporativos

A humanização em ambientes corporativos pressupõe uma reestruturação da gestão dos departamentos e modificação da maneira como os colaboradores se relacionam. O principal objetivo dessa iniciativa é de prover um ambiente de maior produtividade, interação e colaboração. Prover espaço físico agradável é um dos primeiros passos para humanização corporativa.

Ao dar início às ações para humanização do ambiente de traalho, é preciso priorizar o conforto e acolhimento do colaborador, sempre de forma respeitosa. O primeiro passo deve ser dar mais atenção ao espaço físico, ou seja, aos móveis corporativos. Eles devem proporcionar sensação de bem-estar, tanto para o colaborador quanto para clientes e fornecedores.

O ambiente deve ser montado de uma forma que pareça leve, arejado, alegre, confortável e acolhedor. Após cumprir esse passo, é a vez de criar uma relação de comunicação eficiente entre as lideranças e demais colaboradores. Para isso, é fundamental que todos profissionais recebam as instruções adequadas sore a gestão do humor no trabalho.

Comunicação e inteligência emocional na humanização das empresas

A humanização dos ambientes corporativos deve ser um compromisso para todos os profissionais, pois se trata de uma ação desenvolvida para lidar, inclusive, com momentos de estresse. Por isso, a comunicação deve ser permeada por estratégias específicas, como olho no olho, fala calma, cordialidade e empenho para compreender como o colaborador está lidando com todo o processo.

A inteligência emocional, neste cenário, visa identificar as emoções presentes para prover uma melhor comunicação e o entendimento entre os profissionais da empresa (gestores, lideranças e colaboradores). Por meio da inteligência emocional se desenvolve empatia pelo próximo, o que é um dos pilares da humanização corporativa.

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".


segunda-feira, 23 de setembro de 2019

DOUTOR RISADINHA CONFIRMA OS EFEITOS DO RISO NO TRABALHO

Boommm Diiaaaa Pessoal tudo belezinha com vocês? Hoje compartilho um artigo bem legal que vem confirmar tudo o que defendo em minhas palestras sobre a Gestão do Humor no Ambiente de Trabalho. Este artigo foi escrito pelo português Luís Freitas da Sociedade de Contabilidade e Gestão do Grupo Dupliconta, e foi publicado em 21/09/19 na seção Boa Vida do site “dnotícias.pt” com o título “Os efeitos do Riso nos Ambientes de Trabalho - Sorrir faz muito bem à nossa saúde e aos ambientes onde estamos inseridos”. Confiram abaixo na íntegra:


"Hoje decidi falar do riso e os efeitos nas equipas de trabalho, até porque gosto de rir, e neste artigo vou medir os efeitos do riso nos ambientes de trabalho nas empresas/organizações. Há quem diga que o português sorri pouco, entendo, nem que seja devido ao facto de pagarmos muitos impostos e termos muitos corruptos na política e respectivos compadres.

Mas, sorrir faz muito bem à nossa saúde e aos ambientes onde estamos inseridos. Não falo dos sorrisos amarelos, mas genuínos, bem verdadeiros, aqueles que fazem uma equipa elevar a sua auto-estima.

A alegria no trabalho, é uma emoção que gera outras emoções positivas e que galvanizam o ser humano para produtividades e rentabilidades muito superiores a quem infelizmente pouco sorri ou não gosta de sorrir. Terá as suas razões.

Podemos avisar os responsáveis que a ciência diz que rir faz bem. Os cientistas dizem que o riso pode ser a chave para formar equipas de trabalho mais fortes e criativas.

Admito que, em algumas empresas, ainda há a crença de que rir enquanto se trabalha é falta de respeito e/ou demonstra que o profissional não está a trabalhar. Um engano. O riso cria um ambiente agradável, relaxa e favorece a rapidez de raciocínio e a capacidade de encontrar soluções para determinado problema.

Sabemos que tudo tem o seu momento e a sua hora. Em determinadas situações é necessário concentração e foco e isto não é sinónimo de mau humor e cara feia.

O riso proporciona vantagens para a saúde física pois reduz a dor ( liberta endorfinas, melhorando a função imunológica), diminui as hormonas do stress e reduz a pressão arterial ao aumentar o fluxo sanguíneo.

O riso também traz benefícios sociais: fortalece as relações entre as pessoas, melhora o trabalho em equipa, ajuda a resolver os conflitos, promove a união do grupo.

Transcrevo uma boa reflexão a respeito do riso no ambiente de trabalho, retirado do livro de Daniel Goleman, Richard Boyatzis e Annie Mckee - Os Novos Líderes.
"Em qualquer local de trabalho, o barulho dos risos é um indicador da temperatura emocional do grupo, proporcionando um sinal seguro de que as pessoas estão envolvidas com o coração e não só com a cabeça. Além disso, rir no trabalho tem pouco a ver com pessoas que contam anedotas: num estudo sobre 1200 episódios de riso em situação de interacção social, o riso surgiu quase sempre como reacção a observações vulgares do tipo “prazer em vê-lo” e não como reacção a gracejos. Uma boa gargalhada transmite uma mensagem amistosa que dá segurança: estamos na mesma onda, entendemo-nos bem. Indica confiança, bem-estar mútuo, sentimentos comuns sobre o mundo; tal como o ritmo de uma conversa, rir é um sinal de que, de momento, está tudo bem.”

Vejamos, uma simples risada move 28 músculos da face. Um deles, o zigomático, eleva os cantos dos lábios. Já o orbicular faz os olhos se contraírem, formando o famoso pé-de-galinha. É ele o responsável pelo verdadeiro sorriso, aquele que demonstra a emoção pura.

Isso porque ele se contrai e se distende involuntariamente. O sorriso sincero cria empatia. “O sorriso une as pessoas”, diz o médico Eduardo Lambert, autor do livro “A Terapia do Riso” (Editora Pensamento).

Quem trabalha numa empresa de cultura mais sisuda e já teve a oportunidade de conhecer um ambiente de trabalho mais descontraído, onde há bom humor e risadas são permitidas, nota logo a diferença. Alguns estudos recentes comprovam que sorrir ajuda a fazer conexões, dá dinheiro e, além de tudo, faz bem à saúde.

Apresento algumas razões para rir no trabalho:

1 - Mais sérias - 84% dos homens afirmam rir muito. Já entre as mulheres, apenas 68% dizem o mesmo. Elas acreditam que é arriscado demonstrar muita alegria no trabalho, cai mal. Enganam-se: os homens entrevistados afirmam que não as considerariam menos sérias ou menos competentes se elas rissem com mais frequência.

2 - O Boss ri, todos riem - O escritor americano Robert R. Provine, autor do livro “Laughter: A Scientific Investigation” (“Risada: uma investigação científica”, em tradução literal para o português), descobriu o que todo funcionário já sabe: quando o líder diz uma piada, os seus funcionários riem muito mais do que quando um colega conta a mesma anedota.

3 - Sorrir faz bem ao coração - Ao comparar as atitudes de 150 pessoas que sofreram infarto e 150 pessoas sadias, Michael Miller, cardiologista da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, chegou a uma conclusão: quem dá mais gargalhadas evita problemas cardíacos.

4- Quem ri por último ganha mais - O pesquisador Fábio Sala, da Universidade de Boston (EUA), conduziu um estudo com executivos avaliados como excelentes e medianos. Os profissionais acima da média foram, durante a entrevista, duas vezes mais bem-humorados que os executivos de desempenho mediano. Ao analisar os salários dos entrevistados, Fábio percebeu que os que riram mais ganham mais.

Portanto, ria, mas ria com entusiasmo, não seja palhaço de si próprio e não esqueça que mais vale cair em graça do que ser engraçado.

Mas sim, faz muito bem sorrir e encontramos muitas pessoas que o sorriso lá está, mas por diversos motivos custa a sair.

Ainda não pagamos impostos por sorrir e pensar, graças a Deus. Apresentei, aqui, algumas razões para sorrir no trabalho. Sorrir faz bem, estejamos numa empresa, num grupo de amigos, em casa, enfim..."

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

domingo, 7 de julho de 2019

Doutor Risadinha reforça: O que faz um relacionamento durar é fazer seu parceiro rir

Oi Pessoas risonhas, tudo bem? Hoje compartilho com vocês matéria traduzida do original de VIX espanhol, da autora Raquel Ortiz, traduzida por Paulo Nobuo e publicada em 06/julho/2019 com o título: “O que faz um relacionamento durar é contar piadas e fazer seu parceiro rir, diz a ciência”. Segue abaixo na íntegra:
"Eu desejo um parceiro que tenha bom humor". Muitos de nós repetimos essa frase quando nos perguntam o que procuramos em uma pessoa. Isso porque acreditamos que um par divertido encherá nossos dias amargos e cinzentos de risos e alegrias. Mas será que isso tem fundamento científico?

Um estudo da Universidade de Kansas descobriu que o fator que influencia significativamente a satisfação e o sucesso de um relacionamento é, de fato, o humor que os casais desfrutam juntos. Mas existe um segredo: o senso de humor deve ser compartilhado. Quando os dois riem e curtem uma piada, estão em verdadeira conexão.

Além disso, uma pesquisa que contou com 15.177 participantes mostrou que um clima positivo compartilhado entre o casal está diretamente associado ao sucesso do relacionamento.

Compartilhar uma boa risada cria um fator extremamente importante na união, segurança e confiança de um casal. Outro estudo também mostrou que quando duas pessoas riem juntas, elas demonstram maior interesse uma pela outra.

Os casais que realmente compartilham essa conexão divertida sabem como "provocar" uns aos outros e sabem reconhecer limites. Lembre-se que seu parceiro nunca deve ser alvo de todas as piadas. Um senso de humor agressivo é um mau sinal para o relacionamento.

O médico em Relacionamentos e Interação Social Jeffrey Hall afirma que o importante é que ambos compartilhem o mesmo senso de humor para que esta forma de relacionamento seja afirmada através do riso. Não se trata de ser um grande comediante, mas sim de encontrar o que é divertido no cotidiano e aproveitar disso lado a lado, afirma o especialista.

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Doutor Risadinha destaca: “O líder comprometido é aquele que traz a alegria para o mundo do trabalho”

Bom dia Pessoas Risonhas! Conforme publicado ontem (04/07/19) no site da Exame, por Camila Pati, esta é a reflexão sobre liderança de que Mario Sergio Cortella mais gosta: “O líder comprometido é aquele que traz a alegria para o mundo do trabalho, sem que essa alegria se transforme em descompromisso, em frouxidão daquilo que precisa ser feito.Para quem já assistiu minhas palestras sobre Liderança, preciso dizer mais alguma coisa?


E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Doutor Risadinha recomenda: Para mudar a forma como você se sente, SORRIA!



Oi pessoal, tudo bem com vocês? Hoje compartilho um artigo publicado em 23/06/19 no site “m.epochtimes” com o título “Para alterar como você se sente, SORRIA”, apresentando novas pesquisas que confirmam uma antiga crença de que você pode afetar como você se sente pela maneira como você se expressa. Este artigo foi divulgado no Psychological Bulletin, e originalmente publicado pela Texas A & M University e republicado via Futurity.org sob a licença Creative Commons 4.0.  Feitas as devidas referência, vamos ao seu conteúdo:


Sorrir realmente pode fazer você se sentir mais feliz, relatam os pesquisadores. O artigo analisou quase 50 anos de dados testando se as expressões faciais podem levar as pessoas a sentir as emoções relacionadas a essas expressões.

Essas descobertas abordam uma questão crítica sobre as ligações entre nossa experiência interna e nossos corpos – se mudar nossa expressão facial pode alterar as emoções que sentimos e nossa resposta emocional ao mundo”, diz a coautora Heather Lench, professora associada e chefe do departamento de psicologia e ciências cerebrais da Texas A & M University.

A sabedoria convencional nos diz que podemos nos sentir um pouco mais felizes se simplesmente sorrirmos. Ou que podemos nos deixar com um humor mais sério se fizermos cara feia. Mas os psicólogos discordam dessa ideia há mais de 100 anos”, afirma o principal autor do estudo, Nicholas Coles, pesquisador da Universidade do Tennessee.

Essas divergências se tornaram mais pronunciadas em 2016, quando 17 equipes de pesquisadores não conseguiram reproduzir um experimento bem conhecido, demonstrando que o ato físico de sorrir pode fazer as pessoas se sentirem mais felizes.

Agora, no entanto, usando uma técnica estatística chamada meta-análise, a equipe combinou dados de 138 estudos que testaram mais de 11.000 participantes de todo o mundo. De acordo com a meta-análise, o posicionamento de expressões faciais tem um pequeno impacto em nossos sentimentos. Por exemplo, sorrir faz as pessoas se sentirem mais felizes, fazer caretas faz com que elas se sintam mais raivosas, e franzir a testa faz com que elas se sintam mais tristes.

Não achamos que as pessoas possam sorrir para a felicidade. Mas essas descobertas são empolgantes porque fornecem uma pista sobre como a mente e o corpo interagem para moldar nossa experiência consciente de emoção”, diz Coles. “Ainda temos muito a aprender sobre esses efeitos de feedback facial, mas essa meta-análise nos coloca um pouco mais perto de entender como as emoções funcionam.

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Doutor Risadinha ALERTA: Você sabia que é possível MORRER DE TANTO RIR ???


Pois é pessoal risonho! Rir é bom, mas tome alguns cuidados para não .....


Nas últimas décadas, o riso foi promovido como uma possível cura para muitos males, incluindo câncer e problemas de coração. Todo mundo já ouviu a frase “rir é o melhor remédio”. Mas a alegria também pode ser mortal, fazendo com que a frase “Eu quase morri de rir” não seja tanto uma hipérbole, mas sim uma possibilidade real, que até tem um termo específico, chamado de “hilaridade fatal”, que é usado desde 1956 para caracterizar um raro tipo de morte, que usualmente ocorre por parada cardíaca ou asfixia, decorrentes de uma crise de risos.

Há ao menos o registro de 10 casos, que lhes apresento abaixo, constatados desde a Grécia Antiga até os dias de hoje:

1. O mais antigo que se tem notícia envolve Zeuxis, um pintor grego que viveu no século 5 a.C. Reza a lenda que ele morreu rindo enquanto fazia um quadro de Afrodite, deusa grega do amor. Tudo por conta da audácia da mulher que encomendou a obra. A proposta feita era de fato um tanto pretensiosa: posar ela própria para o artista e inspirar sua representação da divindade. Sem acreditar no que estava ouvindo, Zeuxis riu por minutos sem parar – e morreu com o trabalho inacabado por falta de ar;

2. O filósofo grego Chrysippyus de Solis teria morrido em 208 a.C. (século 3.a.C.), onde a cultura popular mostra que ele morreu depois de dar vinho ao seu burro e vê-lo se alimentando de figos. Diógenes Laércio, biógrafo dos filósofos gregos, diz que duas possibilidades são conhecidas para a morte de Crísipo, como era conhecido. Na primeira, ele teria sido visto com tonturas após beber vinho não diluído em uma festa e morreu logo após isso. Mas na segunda, ele estaria olhando um burro comendo alguns figos e gritou: “Agora dê ao burro vinho puro para limpar os figos”, e então morreu com uma risada;

3. Em 1410, o português Rei Martin I de Aragão faleceu após um riso incontrolável combinando com uma indigestão, culpa da mistura entre uma refeição que não caiu muito bem e uma crise de riso incontrolável;

4. Em 1556, Pietro Aretino (Arezzo, Itália, 20/04/1492 - Veneza, Itália, 21/10/1556), escritor, poeta e dramaturgo italiano, autor de "Diálogo das Prostitutas" e do livro "Sonetos Luxuriosos", conhecido no seu tempo pelo nome de "secretário do mundo". Reza a lenda que ele morreu sufocado após rir sem parar;

5. A morte do rei birmanês Nandabayin, em 1599, aconteceu devido ao fato dele “rir até a morte quando informado por um comerciante italiano visitante que Veneza era um estado livre sem um rei”;

6. Em 1660, o intelectual escocês Thomas Urquhart, morreu de hilaridade fatal, pois foi incapaz de resistir à piada mais engraçada que ouviu na vida, fazendo jus ao refinado senso de humor britânico: Carlos II tinha sido eleito o novo rei da Inglaterra;

7. Em 1837, Maria Anne Fitzherbert, nascida Smythe, no Reino Unido (26 de julho de 1756 - 27 de março de 1837 - a primeira mulher com quem o futuro Jorge IV casou-se, no entanto, o casamento era inválido sob as leis civis inglesas, e ela não tornou-se rainha e nem adquiriu qualquer outro título). Reza a lenda que ela sofreu de ataque de alegria enquanto participava de uma apresentação de ópera do mendigo. Quando Charles Bannister apareceu em cena como Peachum, ela explodiu em uma risada incontrolável e tão alta que acabou sendo expulsa do teatro.  Dizem que ela riu de forma contínua durante toda a noite e no dia seguinte ela morreu no início da manhã;

8. Durante a Guerra Civil de 1936-39, dizem que Muñoz Seca, famoso humorista espanhol, foi condenado à morte por ter zombado dos comunistas; e que, antes de ser fuzilado, teve ocasião de fazer uma declaração solene: - “Podeis tirar-me a fortuna, podeis tirar-me a honra, podeis tirar-me a vida! Mas há uma coisa que não podereis tirar-me: o medo que tenho de vós!”, segundo relata Hugo de Azevedo em 1991 no livro ‘O bom humor’;

9. Em 24 de março de 1975, o pedreiro de 50 anos Alex Mitchell, de King’s Lynn, em Norfolk, na Inglaterra, morreu de tanto rir enquanto assistia um episódio de seus programas de televisão favoritos:The Goodies”. Após vinte e cinco minutos de riso incontrolável, ele caiu no sofá e morreu de insuficiência cardíaca. Sua viúva, posteriormente, enviou uma carta para The Goodies por fazer tão agradáveis os últimos momentos da vida de seu falecido esposo. A cena letal foi nada menos que um escocês lutando contra uma linguiça gigante, utilizando como arma a sua gaita de foles.
Sua neta, Lisa Cooke, chegou a sofrer do mesmo mal do avô em 2012, mas se safou por ter sido socorrida a tempo pelo marido. Segundo especialistas, o motivo para crises de riso mortais na família é a ocorrência da “síndrome do QT longo”, um distúrbio genético muitíssimo raro no qual o coração é propenso a experimentar longas pausas entre batimentos cardíacos, especialmente após casos de excitação ou esforço. Após esse incidente, o coração se volta ao normal depois de alguns batimentos, mas em alguns casos (como este) a pessoa não é tão afortunada.

10. Em 1989, Ole Bentzen, um audiologista dinamarquês, morreu de hilaridade fatal enquanto assistia “A Fish Called Wanda” (Um peixe chamado Wanda). Seus batimentos chegaram em 250 até 500 por minuto, antes dele sucumbir a uma parada cardíaca.

11. Em 2003, em Bangkok, um motorista de caminhão de sorvetes na Tailândia, chamado Damnoen Saen-um, na época com 52 anos, morreu rindo enquanto estava dormindo. Sua esposa foi incapaz de acordá-lo, e ele parou de respirar após apenas dois minutos de risos, informou o jornal The Nation. Acredita-se que sua morte tenha sido causada por asfixia. A esposa dele tentou acordá-lo, mas ele continuou rindo. Uma autópsia sugeriu que ele poderia ter tido um ataque cardíaco. “Eu nunca vi um caso como este. Mas é possível que uma pessoa possa ter uma crise cardíaca enquanto ri ou chora muito durante o sono”, disse o Dr. Somchai Chakrabhand, vice-diretor-geral do Departamento de Saúde Mental.

12. O Massacre na sede do jornal satírico francês Charlie Hebdo foi um atentado terrorista em 07 de janeiro de 2015, em Paris, resultando em doze pessoas mortas. O ataque foi perpetrado pelos irmãos Saïd e Chérif Kouachi, supostamente como forma de protesto contra a edição Charia Hebdo, que ocasionou polêmica no mundo islâmico e foi recebida como um insulto aos muçulmanos. O ódio extremo pelas caricaturas do Charlie Hebdo, que fizeram piadas sobre líderes islâmicos, inclusive Maomé, é percebido como a principal razão para este massacre.

Sejam estas histórias verdadeiras ou não (algumas com certeza o são), o que torna essa morte possível, de acordo com os médicos, é o fato de que, quando damos uma gargalhada, a dinâmica da respiração é alterada, caso ela ocorra por longos períodos e se a pessoa não parar logo de rir e tomar um fôlego, acarretando uma arritmia (descompasso dos batimentos cardíacos) e prejudicando a oxigenação do sangue. O aumento da pressão no tórax, também causado por riso intenso, pode diminuir a circulação de sangue e prejudicar quem tem insuficiência cardíaca. Se a pressão aumentar no abdome, pode agravar hérnias do esôfago ou outras da parede abdominal. Por fim, no crânio, pode haver rompimento de algum aneurisma instalado em vasos sanguíneos, causando um AVC (acidente vascular cerebral). Para algumas pessoas, uma risada descontrolada pode ser um sintoma associado a início de infarto. Mas, aqui entre nós, a chance disso tudo acontecer é extremamente baixa.

No entanto, mesmo que tenha havido algumas mortes ocasionais devido a gargalhadas, a alegria é muito mais saudável do que prejudicial. Diversos estudos afirmam que o riso produz efeitos benéficos sobre a saúde física, incluindo a diminuição da secreção de cortisol (um hormônio do estresse) e o aumento dos níveis sanguíneos de imunoglobulina A, um anticorpo que combate infecções bacterianas e virais nas vias respiratórias superiores e nos tratamentos gastrointestinais.

E para finalizar em alto astral, vamos curtir a música “Morrer de Rir” dos Engenheiros do Hawaii (https://www.ouvirmusica.com.br/engenheiros-do-hawaii/868374/ ):
“Não há remédio
Pra ditadura
Nem pra corrupção
Nem pra censura

O que eles prometem todo dia
Não se cria, não se vê
Só que tem que tá ligado
Tá na cara, eles só querem enriquecer

Não fale nada
Não faça nada
Não saiba nada

Não fale nada
Não faça nada
Não saiba

Não fale nada
Não faça nada
Não saiba nada

Não fale nada
Não faça nada
Não fale

Então a gente que se exploda

É sim, é sim, é sim
De morrer de rir
Quando se leva a sério
O que se passa por aqui”

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".

Referências:
ü  Oxford: Clarendon Press (1993). The Compact Oxford English Dictionary.
ü  Peter Bowler and Jonathan Green. What a Way to Go,. [S.l.: s.n.] ISBN 0-7537-0581-8
ü  Paul N. Morris, Patronage and Piety Montserrat and the Royal House of Medieval Catalonia-Aragon, October 2000
ü  Waterfield, Gordon, ed. First Footsteps in East Africa, (New York: Praeger Publishers, 1966) pg. 59 footnote.
ü  Brown, Huntington (1968). Rabelais in English Literature. [S.l.]: Routledge. p. 126. ISBN 0-7146-2051-3
ü  The History of Scottish Poetry. [S.l.]: Edmonston & Douglas. 1861. p. 539
ü  «The Last Laugh's on Him». Urban Legends Reference Pages. 19 de janeiro de 2007. Consultado em 23 de junho de 2007
ü  The Complete Goodies — Robert Ross, B T Batsford, London, 2000.
ü  Man Dies Laughing at The Goodies, "Daily Mail", London (29 March 1975)
ü  A Goodies Way to Go — Laughing, "Eastern Daily Press", Norwich (29 March 1975)
ü  Slapstick! The Illustrated Story of Knockabout Comedy — Tony Staveacre, Angus & Robinson 1987
ü  Man who died laughing at Goodies had Long QT syndrome
ü  People Who Died Laughing - Death - Book of Lists - Canongate Home (version archived by the Internet Archive)

domingo, 20 de janeiro de 2019

CONHEÇA ALGUMAS DAS NOVIDADES QUE O DOUTOR RISADINHA LANÇARÁ NESTE INÍCIO DE 2019

Oi Pessoal, tudo bem? Conforme mencionei no post anterior deste meu Blog Espaço do Riso, neste ano estarei lançando novidades imperdíveis, exclusivas e inéditas que elevarão a Risoterapia para um outro patamar. Na entrevista abaixo, que concedi para a amiga e apoiadora Beverly, âncora da Tua Rádio de São Francisco/RS, dei um spoiler de várias destas novidades, em celebração do Dia Internacional do Riso. Confiram na matéria a seguir: http://www.tuaradio.com.br/noticias/geral/19-01-2019/embaixador-do-riso-no-brasil-explica-os-efeitos-positivos-de-rir-a-saude?fbclid=IwAR3F4nkMpee9Kp2KmFlDhdtVWP9Abb6htf_AbwHDC5L66LKDEir00SerG-c

"Embaixador do riso no Brasil explica os efeitos positivos de rir à saúde. Marcelo Pinto conquistou o título em recente formação na Índia.

O Yoga do Riso tem se mostrado o novo conceito do Yoga, mais democrático e inclusivo.

Ainda pouco conhecido, o Yoga do Riso é um movimento mundial que foi iniciado na Índia em 1995, pelo médico indiano Dr. Madan Kataria e a iogue Madhuri e já está presente em mais de 100 países.

Marcelo Pinto, o Doutor Risadinha,  desde 2009 vem divulgando o Yoga do Riso no Brasil. Ele esteve no final de 2018 em Bangalore e Mumbai na Índia em processo de reciclagem pessoal com o Dr. Kataria, que o nomeou Embaixador do Riso para o Brasil, além de obter a certificação internacional como um dos poucos Professores do Yoga do Riso treinados pelo próprio fundador para formar Líderes brasileiros.

Marcelo Pinto também é o autor dos livros “Sorria, você está sendo curado”; do “O Método S.M.I.L.E. para Gestão do Humor no ambiente de trabalho – Um guia prático para humanização corporativa”,e do “WOW! Surpreenda Positivamente”. Ele falou em entrevista ao programa Temática deste sábado sobre os benefícios do riso à saúde e ao bem estar humano. Confira na íntegra."



DOUTOR RISADINHA CELEBRA EM 18/JAN MAIS UM DIA INTERNACIONAL DO RISO


18/JAN/19 – Celebramos mais um Dia Internacional do Riso: esta é uma das principais datas comemorativas do movimento Risoterapia, pois nos lembra logo no início do ano, da importância de rirmos com mais frequência. E todo ano, neste período, eu lanço uma novidade e a deste ano já está por vir. Aguardem ! Sorria e Tenha um Bom e Lucrativo Dia.



Eu gostaria de aproveitar e compartilhar com vocês no post acima, uma destas novidades apresentada na entrevista que concedi para a Tua Rádio de São Francisco/RS. Mas agora vamos conhecer este artigo legal publicado no site português SAPO na seção Visão Júnior com o título : Dia Internacional do Riso: e tu, já te riste hoje?

“Rir faz bem à saúde e é gratuito, duas boas razões para dar uma boa gargalhada sempre que puderes.

Quando estás aborrecido ou nervoso, nada melhor do que uma gargalhada ou duas para te fazer sentir mais bem disposto, e está provado cientificamente que traz muito benefícios à nossa saúde física e mental. Essa é uma das razões, por exemplo, por que as visitas dos Doutores Palhaços a crianças hospitalizadas são tão importantes para a sua recuperação e bem-estar.

Mas, afinal, porque é que rir é assim tão importante? O que se passa quando nos rimos até às lágrimas quando vemos alguém tropeçar ou cair? (Nós sabemos que não nos devemos rir quando isto acontece, mas é difícil evitar...)

O QUE ACONTECE NO TEU CORPO QUANDO TE RIS?
Desencadeia uma massagem interna que envolve mais de 300 músculos pelo corpo todo, em especial na barriga e no peito. O coração e o sistema respiratório são fortalecidos. Mas há mais, ora vê:

OLHOS - Rir até às lágrimas, limpa e lubrifica os olhos, eliminando toxinas.

ROSTO - Mexemos 15 músculos faciais. Com isto, tonificamos a pele e tornamo-la mais elástica,retardando o seu envelhecimento

CÉREBRO - Com todo o sangue e oxigénio que lá chega quando nos rimos com vontade, começam a libertar-se endorfinas (que têm o poder de diminuir as dores e estimular a sensação de bem-estar e alegria) e serotonina, duas das chamadas «hormonas da felicidade», que regulam o humor, o apetite e o sono.

CURIOSIDADES SOBRE O RISO

ü  Uma pessoa da tua idade ri, em média, 250 vezes por dia. Um adulto só 17 vezes. Coitados!

ü  Um bebé aprende a rir perto os três meses e meio de vida

ü  O riso é constituído por pequenas notas parecidas com vogais (ah ah ah e oh oh oh, por exemplo), repetidas a cada 210 milésimos de segundos

ü  Rir é um ótimo exercício físico: 100 a 200 gargalhadas por dia (se fossem todas juntas de uma vez) equivalem a 10 minutos de corrida

ü  Rimos cerca de 30 vezes mais quando estamos perto de outras pessoas (mesmo sem nos contarem anedotas ou fazerem palhaçadas) do que quando estamos sozinhos

ü  Uma das situações que, quase de certeza, no faz rir é... ver alguém a tentar não se rir!

E para finalizar, não se esqueçam de me ajudar na divulgação desta matéria, tornando-se também, SEGUIDORES do blog Espaço do Riso, para acompanhar tudo o que rola sobre os benefícios que o Riso e Bom Humor proporcionam à nossa saúde e relacionamentos pessoais e profissionais.

Sempre que precisar realizar eventos motivacionais, lembre-se de Marcelo Pinto – www.palestrantedobomhumor.com.br ! Desenvolvemos palestras e treinamentos criativos e com uma das melhores relações investimento x benefício existentes no mercado.

Abraços, SORRIA E TENHA UM BOM DIA ®

ATENÇÃO! O Blog Espaço do Riso não tem como objetivo diagnosticar ou tratar qualquer tipo de doença ou problemas físicos. Os artigos do blog são extraídos da própria internet, jornais e revistas. "Eles não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas".